Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavras soltas, pensamentos em sintonia

Palavras soltas, pensamentos em sintonia

A atualidade desatualizada

 

images.jpg

Bateram à porta...Não queria abrir mas teve de ser. O desemprego estava aí.

Começa a incessante, esperançosa, mirabulante luta no envio de currículos, idas a entrevistas.

Abre computador, três separadores de internet abertos, e em nenhum deles se visualiza roupas, reviews ou revistas cor-de-rosa. São sites de emprego, procurar, procura avançada, localidade. Os dedos das mãos já escrevem tão mecanicamente, com tanto vigor, que se tornam máquinas manuscritas.

Iniciam-se as idas às entrevistas, uma camisa, um sapato alto...hummm..não, uma bota mais formal, um blazer preto.

(Na minha mente questiono-me vezes sem conta o porquê da aparência ser a porta de entrada quando é a mente que dita tudo o que está quando a porta se abre)

E descobrem-se as respostas mais inesperadas: qualificações a mais. No currículo vai descrito uma licenciatura, mestrado e uma pós-graduação. 

Reflito: Sim tenho qualificações, mas não é isso o esperado? Aliás, para além das qualificações, dos muitos anos entre livros, apontamentos, sandes às refeições e poucas horas de sono, tenho membros, boca e cabeça que me porporcionam a capacidade para trabalhar...Para além disso, tenho e retenho o mais importante: vontade.

Retrocedo alguns, muitos anos atrás. Quando fazia penteados às bonecas, à minha mãe e avó, e dizia querer ser cabeleireira. De sussurro, murmuravam-me: "tens capacidade para ires para a faculdade, para depois teres um bom trabalho".

De facto, a faculdade está realizada. Mas o trabalho, esse, não passa de uma miragem ao longe, que me assombra nos dias mais cinzentos (já te disse que nem sempre os dias são azuis e com sol?!).

Não te censuro...Sei que os tempos eram outros, que querias apenas o melhor para mim. Esse melhor que ainda está para vir, num não sei onde, não sei o quê, não sei quem.

Esse melhor que não pertence a esta sociedade enfeitiçada de aparências e de isso a que chamam cunhas, mas que aparecerá em algum, qualquer lugar.

Não perderei a esperança, porque se assim é, assim teria de ser. Por alguma razão, algum porquê, alguma resposta que aparecerá no momento mais inesperado.

Por enquanto...

Por enquanto, vou mudar de separador. 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D