Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavras soltas, pensamentos em sintonia

Palavras soltas, pensamentos em sintonia

Se soubesses a falta dela, não a terias amado pela metade

images.jpg

 

Se soubesses a falta que ela te iria fazer, não a terias deixado ir embora, partir, sem questões nem porquês.

Terias ficado junto dela, abraçando-a como se de o último abraço se tratasse, beijando-a até deixá-la sem fôlego.

Terias compreendido cada ação dela, cada gesto dela, elogiando-a não com palavras soltas, mas com gestos.

Se soubesses o quanto irias chorar por ela não ter ficado, por ela não ter aguentado, não a terias ignorado nos momentos mais díficeis, deixando-a a falar sozinha quando ela apenas queria companhia, diálogo, partilha.

Terias tido noites de conversas sem fim, deambulando pelo diálogo da fantasia, escutando-a como se fosse a última vez.

Terias inventado e reinventado histórias, para lhe contares, mesmo que de sussurro, fazendo-a adormecer no teu peito.

Se soubesses a tamanha saudade que ias ter dela, do rosto dela, do carinho dela, não terias deixado de olhá-la, de observá-la, mesmo que apenas por um minuto.

Terias observado-a mais, amado-a mais, terias desenhado-a e pintado-a nem que fosse apenas com a imaginação. Essa imaginação que, agora, nem um retrato te deixou dela.

Se soubesses a falta que te iria fazer cada resmunguice, cada sorriso, cada acordar menos bom humorado dela, não terias virado costas quando ela apenas queria um beijo, um carinho de bom dia, para que o mau humor fosse substituído por um dia novo recheado de amor.

Tinhas acordado-a com um beijo e não com um berro, com um carinho e não com um "vou ali e já venho", com um plano para esse dia que renasceu e não com um "até logo".

Se soubesses como agora a tua cama está vazia, fria, grande demais para uma pessoa só, não a tinhas amado pela metade, por um só dia, por uma só vez. Não a tinhas amado a ela e a outra, ao olhar dela e ao olhar doutra.

Tinhas amado-a por inteiro, a ela e só a ela, ao sorriso dela, à resmunguice dela, ao corpo e ao beijo dela.

Tinhas encaixado o teu corpo no dela, noites e dias sem fim, retratando o mais belo filme de cinema. A ela e apenas a ela.

Porque não se ama pela metade, pelo não sei, pelo talvez. Amasse como se fosse a primeira e última mulher da tua vida, a que te preenche hoje e sempre, a que esteve, está e estará do teu lado.

Se soubesses disso...não sentirias que agora é tarde demais.

Ela amou-te por inteiro, e tu amaste por metade. 

Ela partiu, e tu ficaste. 

Ela chorou e agora sorri. Tu sorrias e agora choras.

Ela queria e tu tanto faz. Tu queres e ela agora já não está.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D